Essência Raiz

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Cimicífuga: O Remédio Natural para a Menopausa

Resumo: A Cimicífuga, cientificamente conhecida como Actaea racemosa, é uma planta perene que oferece benefícios no tratamento da síndrome climatérica, aliviando os fogachos e auxiliando na saúde óssea. No entanto, seu uso deve ser feito com cuidado devido às possíveis contraindicações e efeitos adversos.

Nome Científico: Actaea racemosa (L.) Nutt.
Família: Ranunculaceae
Nome Popular: Cimicífuga

Descrição Botânica: A Cimicífuga é uma planta herbácea perene que pode atingir de 1 a 3 metros de altura. Possui um rizoma escuro e espesso, folhas grandes alternadas compostas por 2 a 5 folíolos lobulados e dentados. Suas inflorescências são branco-creme brilhantes, com aroma fétido, dispostas em um racemo terminal que aparece entre o verão e o outono.

Composição Química: A Cimicífuga contém glicosídeos triterpênicos, como acteína, deoxiacetilacteol, 27-deoxiacteína, racemosídeo e cimifugosídeo. Além disso, possui flavonoides, óleo essencial, ácidos orgânicos (acético, butírico, fórmico, isoferúlico, salicílico), ácidos graxos (oleico, palmítico), taninos e resina (cimicifugina). Diferentemente de algumas informações, essa espécie não contém formononetina, kaempferol nem genisteína.

Marcador: Glicosídeos triterpênicos expressos em 23-epi-26-desoxiacteína.

Alegações: A Cimicífuga é usada para tratar a síndrome climatérica, especialmente para alívio dos fogachos e para aumentar a massa óssea. Também é indicada em pacientes que têm contraindicação para a reposição hormonal convencional, TPM e dismenorreia.

Parte Utilizada: Rizoma

Via de Administração: Oral

Uso: Adultos

Dose Diária (IN 2/2014): Extrato seco padronizado em glicosídeos triterpênicos expressos em 23-epi-26-desoxiacteína: 2 a 7 mg ao dia.

Posologia e Formas de Uso:
Extrato fluido 1:1 (álcool 90%): 0,3 a 2,0 mL ao dia.
Tintura 1:10 (40 a 60% álcool): 2 a 4 mL ao dia.
Extrato seco padronizado (2,5% de triterpenoides): 40 a 320 mg ao dia.
Rizoma seco 0,5 a 1 g: 3 vezes ao dia.
Tempo de Utilização: Não deve ser utilizada por mais de 6 meses. O tempo de uso depende da indicação terapêutica e da evolução do quadro acompanhado pelo profissional prescritor.

Contraindicações: Contraindicada na gestação e na lactação.

Efeitos Adversos: Doses excessivas podem levar a náuseas, vômitos, vertigem, bradisfigmia, transtornos nervosos e visuais.

Resumo: A Cimicífuga, cientificamente conhecida como Actaea racemosa, é uma planta perene que oferece benefícios no tratamento da síndrome climatérica, aliviando os fogachos e auxiliando na saúde óssea. No entanto, seu uso deve ser feito com cuidado devido às possíveis contraindicações e efeitos adversos.

REFERÊNCIAS:
ALONSO, JR. Tratado de fitomedicina. Bases clínicas e farmacológicas. ISIS Ed. Argentina. 1998.
BRASIL. Agência Nacional de Vigilância Sanitária – ANVISA. Farmacopeia Brasileira. Memento Fitoterápico, 1° Edição, 2016.
BRASIL. Formulário de Fitoterápicos da Farmacopéia Brasileira / Agência Nacional de Vigilância Sanitária. 2ª edição. Brasília: Anvisa, 2021. 222 p.
BRASIL. Ministério da Saúde. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. INSTRUÇÃO NORMATIVA N° 02 DE 13 DE MAIO DE 2014. Publica a “Lista de medicamentos fitoterápicos de registro simplificado” e a “Lista de produtos tradicionais fitoterápicos de registro simplificado” acesso em: 14 out. 2022.
SAAD, G. A et al. Fitoterapia Contemporânea: tradição e ciência na prática clínica, 2ª edição. Guanabara Koogan, 2016.
Imagem de capa: https://plantcaretoday.com/wp-content/uploads/cimicifuga-racemosa-1200-630-FB-06302019-min.jpg

Eduardo Maia

CEO EDUARDO MAIA

Farmacêutico & Fitoterapeuta Clínico
Consultor Técnico Regulatório
Professor Digital

Você pode gostar de...

livro e ebook chás medicinais

Chás Medicinais:
Utilização Segura e Eficaz
Disponível em ebook e na versão impressa.

Chás
Medicinais

Adquira agora em nossa loja virtual.

curso capsfito

Curso Online 100% GRÁTIS 
Disponível para todos com interesse em aprender mais sobre plantas medicinais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *